2020


 
Ainda no banho? Sim! 


Foto: Elisabete Rodrigues


Já estou saindo, e iremos conversar. Construção finalizada!


Foto: Elisabete Rodrigues



2020?

O ano de 2020 começou turbulento, passamos por uma das piores crises globais. Para muitos as vezes pode ser difícil determinadas situações e conseguir visualizar o copo meio cheio no meio de tudo que o mundo viveu, e ainda vive até o presente momento e, ser positivo sem nada que não seja necessário.


Copo? Como assim?


Foto: Elisabete Rodrigues



Vou esclarecer:


Foto: Internet


Vê-se meio cheio, resposta positiva. Vê-se meio vazio, resposta negativa.



Foto: Elisabete Rodrigues


O peso absoluto não importa. Depende de quanto tempo você o segura, ou seja, se eu segurar por um minuto, não tem problema, se eu o segurar durante uma hora, ficarei com dor no braço, se eu segurar por um dia meu braço ficará amortecido e paralisado. Em todos os casos o peso do copo não mudou, mas quanto mais tempo eu o segurava, mais pesado ele ficava.

Conclusão:

"O estresse e as preocupações da vida são como um copo d'água. Pense sobre eles por um tempo e nada acontece. Pense sobre eles um pouco mais de tempo e eles começam a preocupar. Pense sobre eles durante o dia todo e irá se sentir paralisado, incapaz de fazer qualquer coisa". Nada de pesos, ou pessoas desnecessárias.


Foto: Elisabete Rodrigues



2020 foi difícil, mas já passamos por anos piores, acredite...


Foto: Elisabete Rodrigues



Para muitos, o ano 2020 foi um ano de melancolia e intermináveis ​​chamadas de vídeo. Alguns dizem ter sido "o pior de todos", e no meu ponto de vista, com um rápido olhar ao longo da história podemos ver que 2020 não foi o pior.


Foto: Elisabete Rodrigues


O novo coronavírus já infectou mais de 74,5 milhões de pessoas e matou mais de 1,6 milhão em todo o mundo, entretanto, não está nem perto de ser a pior pandemia que o mundo já enfrentou. A Peste Negra, o pior de muitos surtos de peste bubônica, matou 25 milhões na Europa e até 200 milhões de pessoas em todo o mundo em 1346. Expedições espanholas e portuguesas trouxeram a varíola para as Américas em 1520, exterminando entre 60% e 90% dos habitantes originais do continente. A gripe espanhola varreu o mundo em 1918, espalhou-se pelos soldados que voltaram da 1ª Guerra Mundial e matou até 50 milhões de pessoas, isso foi equivalente a 3% ou 5% da população do mundo inteiro na época. O vírus HIV, que causa a Aids, matou mais de 32 milhões de pessoas desde o início da epidemia na década de 1980. Atualmente as consequências econômicas da pandemia Covid 19 foram enormes e afetaram a vida das pessoas em todo o mundo, muitos ficaram desempregados, no entanto, os níveis de desemprego ainda não alcançaram os observados durante a Grande Depressão de 1929 a 1933. É verdade que, em grande parte do mundo, passamos grande parte do ano em casa, longe de nossos entes queridos, porém, em 536, grande parte do mundo não conseguiu nem ver o céu. Uma névoa misteriosa deixou a Europa, o Oriente Médio e partes da Ásia na escuridão, dia e noite, por 18 meses, de acordo com o historiador medieval e arqueólogo Michael McCormick, da Universidade Harvard. Foi "um dos piores períodos, senão o pior ano" para se viver em boa parte do planeta. 


Foto: Elisabete Rodrigues


Enfim, em "alguns" aspectos, 2020 foi um ano difícil para muitos, e estará na historia. A pandemia deixou o Mundo em pânico e distanciou pessoas. Muitos estão fartos do aprisionamento, de se higienizar sem parar e de não se cumprimentar, mas, em vez de apenas nos concentrarmos na crise atual, podemos olhar também o que aconteceu de bom se compararmos com outros anos. Aconteceu o que poderia ter acontecido.


Foto: Elisabete Rodrigues


2020 Relacionado a mim: Normal. Estou bem graças a Deus, e rodeada de pessoas do bem, que me fazem um bem danado, são presentes do pai divino. Obviamente conheci pessoas falsas sim, mas não me apeguei. Não me preocupo em entender os falsos, sei quem eu sou e isso me basta. As pessoas falsas ofereceram a mim o que transbordava dentro delas, que era a falsidade com o próximo. Sou simplesmente eu mesma e infinitamente cheia de defeitos, porem, acredito em mim, independente de arestas e meios termos, elementar é ser verdadeiro(a). 

“Aquele que não se atreve à verdade não pode ser sincero.” Os falsos que conheci ao longo de minha jornada podem adiar o encontro com a verdade, entretanto, cedo ou tarde ela vem à tona. Ser confrontados com a realidade para muitos pode ser difícil, mas certamente liberta a pessoa a viver sem culpa e, a olhar nos nossos olhos sem abaixar a cabeça. A verdade é o fato concreto, não pode ser mascarada com mentiras que não reflete aquilo que temos ou sentimos ou vivemos. Jamais devemos manipular a vida das pessoas, editando aquilo que ela deve ou não conhecer, deve ou não lidar, deve ou não enxergar. Não é justo enfeitar a realidade com omissões. As pessoas que praticam a sinceridade são francas, são genuínas e desfrutam da felicidade que resulta da coerência entre os pensamentos e as ações. 

Quem escolhe viver neste cenário de autenticidade emocional e psicológica sabe que terá que pagar um preço. A cobrança é evidente: a sinceridade sempre é franca, e tal franqueza traz mais de um efeito colateral naqueles que não estão acostumados a uma língua sem pelos e a um coração que detesta a mentira. 
As pessoas sinceras são felizes e são perfis que aprenderam também a ser críticos consigo mesmos, que toleram os seus defeitos sem se auto castigar, que ouvem o capitão interior que os impulsiona a ser um pouco melhores a cada dia e a cada momento.
Ninguém pode ser sincero com o vizinho se primeiro não o é consigo mesmo. Nenhum de nós podemos apontar o cisco no olho alheio se primeiro não varremos nossos próprios lares. As pessoas que praticam a sinceridade desfrutam de melhor saúde e de um sentimento bom de bem-estar.
A chave, sem dúvida, está nesse exercício de autoconhecimento. 

Ainda, descomplico o que não é complicado, minha espontaneidade. Para ser espontâneo tem que ser verdadeiro e não tem como ser verdadeiro tentando ser algo ou alguém que não se é, porque isso é falso. Há também uma grande confusão entre espontaneidade e impulsividade, apesar de que ambos são se expor. 

Diferenças? Explico! 

Ser impulsivo é falar o que vem na cabeça, alegando ser “sincero” ou “transparente”. Porque a verdade não tem adjetivos. O ser impulsivo fala e depois se arrepende (culpa interna) ou busca argumentos para justificar suas reações instintivas (culpa externa), não absorvendo nenhum aprendizado diante de suas intermináveis “certezas”.  Ser impulsivo é oscilar, é se perder. O ser espontâneo como eu não se arrepende do que fala (ausência de culpa), extrai sempre os aprendizados que a situação lhe proporcionou.  Ser espontâneo é se reconhecer, auto conhecer, alinha pensamento, coerência, e ação. O ser espontâneo pensa, analisa, observa, questiona, separa a fantasia da realidade, estando atento a crenças limitantes. Ser impulsivo é diferente de ser espontâneo, mas a confusão é comum, e é preciso consciência, pois os limites são muito tênues! Ser espontâneo é agir com naturalidade, sem a necessidade de dissimular. 

Espero ter sido clara, e a dança...

Foto: Elisabete Rodrigues


A dança é uma das mais antigas formas de expressão humana, e os movimentos executados costumam estar intimamente ligados aos gestos cotidianos. Devido ao seu caráter histórico, a dança pode ser aplicada a vários contextos e desde meu inicio em 2019 na Movimento e Arte aprendi muito com a escola e através dela conheci uma companhia de dança na qual hoje sou integrante. Não sou mais aluna M&A, sou integrante de uma companhia concorrente da M&A. Confesso que tomar essa decisão não foi fácil, mas com cautela, análises e muita reflexão, não devo temer andar por terrenos desconhecidos e respirar ares nunca aspirados. Quem tem medo fica preso num casulo com receios dos acidentes da vida, que de certa forma, tudo nos proporciona aprendizados. Quem não tem audácia e, disciplina, pode alimentar sonhos que serão enterrados no solo da timidez e nos destroços das preocupações. Há uma força motriz mais poderosa que o vapor, a eletricidade e a energia atômica que se chama: Vontade! Eu posso! Eu consigo! 

 

Foto: Elisabete Rodrigues

 

Tenho agora uma mentora na dança, estou ciente que vou competir com outras escolas em festivais ou campeonatos disputando o primeiro, segundo ou terceiro lugar. Não decepcionarei.


Foto: Elisabete Rodrigues


Grata pela confiança, grata pela oportunidade. Sei que é uma grande responsabilidade, e a dedicação deverá ser dobrada. Sei que o caminho a percorrer é longo e difícil, mas aceitei o desafio (eu me desafio). Gratidão!

Dois mentores? Sim!

  1. Empresario e Engenheiro Civil no trabalho.
  2. Empresaria de Studio na dança. 

Pra finalizar: O ano esta acabando né. A TV fará mil retrospectivas como estou fazendo nesse momento, nosso chefe fará (ainda que só mentalmente) a avaliação de desempenho do departamento e da equipe, pandemia, vacina, etc. Na prática, dezembro é um mês quase como os outros, mas há toda uma carga de encerramento de um ciclo para as pessoas no geral. Há festejos, embora o momento impeça qualquer tipo de aglomeração, há introspecção para alguns, correria para tantos outros, e pausa e calmaria para privilegiados. 

Foto: Elisabete Rodrigues


Muitos já fazem planos para 2021, imaginam acontecimentos, investem energias e, sabemos que toda vez que começarmos é o momento certo, pois a longo prazo teremos bênção ou lição. No íntimo, todos nós sabemos que a vida é mais do que calendários, fusos, ou órbita gravitacional. Os anos passam e da mesma forma os capítulos de nossa vida vão se transformando em história, onde os principais personagens “Estrelas” são pessoas que temos presentes iluminando nossa jornada. Como relatei no início, sabemos que 2020 não foi um ano nada fácil para a grande maioria das pessoas, porém, temos de considerar que nada acontece por acaso, sempre haverá algo importante para aprender na nossa evolução e o resultado do que fazemos ou nos acontece sempre nos espera mais adiante, independente de quantos anos.  

Deus não trabalha na ansiedade, portanto, ocupemos e não nos preocupemos, e se a vida fosse um conto de fadas, faria um pedido para o Papai Noel, mas a vida é real e isso é ainda melhor, porque não vou precisar de uma lâmpada mágica e nem do Papai Noel para pedir ao meu Pai do Céu aquilo que meu coração deseja para todos. 

Foto: Elisabete Rodrigues


Um pedido, um único pedido vou fazer. 

Peço a Deus que em 2021 dê a cada um: Sabedoria! Adquirindo sabedoria, automaticamente, receberão todas as outras coisas. 

Referente as pessoas: As pessoas não são duráveis, mas podem ser inesquecíveis ou “esquecíveis”Toda pessoa que entra e sai de nossa vida é "certa", são lições que muitos não compreendem. 

Foto: Elisabete Rodrigues


Para todos: Que a luz divina ilumine o caminho deste e de todos os Natais que virão. Ao final de mais um ano, desejo a todos um Natal de plena harmonia e um Ano Novo repleto de novas conquistas. Brindemos às conquistas e aos aprendizados do ano que esta terminando, e aos novos desafios que virão! 

Quando algo acaba, acaba! Fins são necessários como os começos, e a pratica do desapego é essencial em todas as áreas de nossa existência terrena porque somos seres espirituais (recebemos um corpo emprestado) vivendo experiências (a experiência é uma professora severa que primeiro aplica a prova, e depois da a lição, o que sei sobre ela é que sua marca dói, e é para o resto da vida, porque ela é inesquecível) na Terra e lição não aprendida é lição repetida (mesmas lições serão dadas de várias formas até que se aprenda e passe pra fase seguinte). Vazio existencial ou dificuldades podem surgir no aprendizado de muitos como causa e efeito, como reflexo de ações presentes ou pretéritas, porque tudo é lição e consequência.

Saúde! Prosperidade! Felicidades!

Como é bom viver!

Note, em meu texto como em minha vida no geral aplico as quatros leis da Índia, e definitivamente a vida é bem leve assim. 



Boas Festas e feliz 2021!!!! 

Elisabete R💋drigues

Leia muito mais com UOL por 1 mês Grátis
Notícias do Brasil e do mundo de até 3 dispositivos
São Milhares de conteúdos para ler em qualquer lugar.
Experimente um mês gratis!
Experimente um mês gratis